Ritalina versus Meditação

Falta de foco e atenção virou doença. O nome? Transtorno de déficit de atenção com hiperatividade... Um alerta aos pais educadores

Nos dias atuais é comum ver várias crianças sendo diagnosticadas com  TDAH (transtorno de défict  de atenção e hiperatividade) no ambiente escolar, geralmente no ensino fundamental. Isso gera conflitos para a criança não só socialmente, mas também para os pais e educadores que não sabem lidar com esses pequeninos. Propomos aqui uma solução fácil, de custo zero, completamente natural e saudável para tratar essa criança, qual?  A MEDITAÇÃO.

 

Mas o que é o TDAH? 
TDAH – Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade é uma síndrome (conjunto de sintomas) caracterizada por: distração, agitação / hiperatividade, impulsividade, esquecimento, desorganização, adiamento crônico, entre outras. O TDAH geralmente está relacionado a um distúrbio em áreas do córtex cerebral, conhecida como Lobo Pré-Frontal (imagem 1) O processo neuropsicológico mais importante relacionado com o córtex pré-frontal é a função executiva. Esta função se relaciona a habilidades para diferenciar pensamentos conflitantes,planejamento, tomada de decisão, controle inibitório, atenção e memória, são consideradas funções que podem ser classificadas como funções executivas, com uma ativação predominante do córtex pré-frontal. O córtex pré-frontal tem uma grande implicação no comportamento social. Prejuízos nas funções relacionadas ao cortex pré-frontal conduzem a uma maior impulsividade, agressividade e inadequação social e TDAH.

 

Ritalina? Que droga!
Qual a suposta solução dada pelos médicos para esse transtorno? O remédio tarja preta cujo nome é RITALINA receitado por psiquiatras, do qual o Brasil é o segundo maior consumidor do mundo. (IMAGEM2). Sim, esse remédio como qualquer outro é uma droga, porém essa é uma droga permitida e muito perigosa sendo receitada sem o devido diagnostico, e o pior, para CRIANÇAS que possuem as vezes apenas um pequeno distúrbio de atenção… A Ritalina faz parte do grupo das anfetaminas que tem o mesmo mecanismo de ação da COCAÍNA.

Assim, a única coisa que dá prazer, que acalma, é mais um outro comprimido de metilfenidato. Esse é o mecanismo clássico da DEPENDÊNCIA QUÍMICA até a vida adulta, a criança acaba tornando-se “refém” desse medicamento.

 

 

 

 

O metilfenidato, princípio ativo da Ritalina, “ajuda” a lidar com o problema. A substância aumenta a atividade dos neurônios na região do cérebro ligada a concentração, atenção e outras funções. A medicação atua diretamente sobre o funcionamento cerebral reduzindo assim a agitação, a ansiedade e falta de concentração, o que subitamente parece estar funcionando para as crianças, pois facilita para elas o tempo que a mesma permanece na escola, reduzindo as reclamações escolares e fazendo com que os pais e professores tenham a certeza de que a medicação é a melhor alternativa. Porém, não é a melhor alternativa.

 

Os efeitos colaterais da Ritalina envolvem, insônia falta de apetite, dor de cabeça e enurese (emissão involuntária de urina, freq. à noite), e o pior gera dependência, retarda o crescimento, a longo prazo causa problemas cardíacos e psicológicos.
Não estamos falando de um remédio qualquer, é um assunto sério e pouco discutido. A busca por soluções fáceis e rápidas, associada à incompreensão dos pais quanto a agitação natural da criança podem resultar em condutas inadequadas gerando consequências graves futuramente (imagem 3)UM ALERTA AOS PAIS E EDUCADORES. Querido (a) leitor, tendo essas informações acima você ainda acha que a Ritalina é o melhor remédio para tratar desse transtorno?  Pense bem, é importante ressaltar que a maioria dessas crianças diagnosticadas com TDAH , são apenas crianças espertas, ativas, normais devido a idade e a fase escolar. Mesmo nos casos em que o diagnostico é feito corretamente, sabemos que hoje existem tratamentos alternativos à Ritalina, comprovados cientificamente, como a psicoterapia e estimulação cerebral a partir da MEDITAÇÃO. 

 

Medicar ou meditar?

Incrivelmente essas duas palavras possuem o mesmo significado “medicação” e “meditação” têm a mesma origem: do latim mederi ou medere, que significa curar ou tratar. A meditação é uma pratica relaxante e incrível que todos nós temos acesso, afinal é o treinamento da nossa própria mente. Ao contrário das drogas, a técnica da Meditação não apenas trata os sintomas,como também ela influencia a causa do distúrbio. Isto significa que a técnica não cria apenas um efeito temporário, mas pode melhorar a condição permanente, reduzindo o estresse, ansiedade, agitação, falta de concentração e criando um funcionamento do cérebro mais eficiente e estruturado.

  • Os cientistas descobriram que o cérebro funciona melhor através da prática diária de Meditação, melhora o QI, criatividade, compreensão, memória e desempenho acadêmico. Pessoas que praticam a técnica da Meditação habitualmente relatam o alívio imediato da ansiedade e hiperatividade, e maior capacidade de concentração e foco em sua vida diária. Sob a supervisão de seus médicos, os pacientes com TDAH são capazes de reduzir ou eliminar a medicação dentro de 3-6 meses.
  • Com a popularização destes conhecimentos, aos poucos, as técnicas vão adentrando diversos setores da sociedade, entre eles as escolas. A Meditação Nas Escolas  , não só os pais em casa mas também os educadores, podem usufruir dessa técnica nas escolas, se você é educador pense em adotar em suas aulas pelo menos 5 minutos diários de meditação antes das aulas, converse com seus colegas professores, façam oficinas, usem  as salas de recursos, observem seus aluno que pode sofrer de TDAH, será que eles realmente precisam de ritalina? Dialoguem com os pais, sejam mediadores… E ajudem a melhorar a qualidade de vida das nossas crianças, não só mental mas também fisicamente, não só dentro das escolas mas também para toda a vida…
Categorias
Bem-estarCriançasSaúdeTranstornos

Pesquisadora em Neurociências e em microbiologia. Estudante de Licenciatura Interdisciplinar em Ciências Naturais-(UTFPR) Ponta Grossa- Pr Praticante e amante da meditação
Ainda não há comentários. Seja o(a) primeiro(a) a comentar!

Faça seu comentário no campo abaixo

*

*

ARTIGOS RELACIONADOS

  • PRATICAR YOGA AJUDA A PROTEGER O CÉREBRO

    O método minimiza problemas relacionados à memória e à atenção… Além de melhorar a flexibilidade, tonificar os músculos, aumentar o poder de concentração e ajudar a relaxar, a yoga...
  • TDAH… Meu filho tem… isso é sério?

    Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade   Calma! Não se preocupe! É comum entre crianças e pré-adolescentes, podendo atravessar a adolescência e chegar até a fase adulta. Crianças...
  • Meditation for kids

    Meditação nas Escolas

    Já pensou em meditar para melhorar seu desempenho nos estudos? Pois é. Cientistas de vários países estão interessados em saber quais os benefícios das práticas meditativas na sala de aula. Não sabe o...
  • Hiperatividade

    HiperatividadeA hiperatividade infantil é uma condição em que a criança se mostra mais agitada do que outras da mesma idade. Por isso, ela acaba tendo dificuldades de se concentrar, terminar...